Coleção "Guia Audiovisual"

[Em Brasília] Participação pela Unidade de Inovação na avaliação interna da coleção de livros, para possível nacionalização.

Reflexão: Nessa indústria, o foco em temas e gêneros locais seria o tão comentado trunfo da atratividade simbólica ou na verdade uma desvantagem na busca pela consolidação? 

Volume 2 (Lia Nunes e Marcos Ribeiro de Moraes), página 99: "No entanto, uma indústria do audiovisual como a brasileira, ainda em processo de consolidação, dependente majoritariamente dos mecanismos públicos de fomento para a sua viabilização, ainda tem muito chão a percorrer para se posicionar no mercado internacional de forma significativa. Não apenas do ponto de vista financeiro, mas também do criativo. As idas e vindas da economia do audiovisual nacional acabaram por imprimir certo ranço no que tange aos modelos criativos desenvolvidos, nos temas e gêneros muito locais, nacionais, sem grande potencial de interlocução com o resto do mundo. Afinal, contribuiu para esse cenário também o fato do país ser uma nação continental e que, mais ainda, fala português. Grandes e pequenos ao mesmo tempo, isolados de certa forma pela barreira da língua e de aspectos a girar em torno do próprio umbigo."

Comentários